The Prime Tamandaré Rua 5, n.691, Sala 202,Setor Oeste, Goiânia/GO CEP: 74333-230

8:00 am - 18:00 pm
Seg a Sex




Preencha todos os campos para calcular

kg
m
Veja a interpretação do IMC
IMCClassificaçãoObesidade (grau)
Menor que 18,5Magreza0
Entre 18,5 e 24,9Normal0
Entre 25,0 e 29,9SobrepesoI
Entre 30,0 e 39,9ObesidadeII
Maior que 40,0Obesidade GraveIII
Seu IMC:

A importância do pós-operatório na Cirurgia Bariátrica

A importância do pós-operatório na Cirurgia Bariátrica

A cirurgia bariátrica possibilita uma perda de peso satisfatória e solução de diversas patologias. Além disso, os cuidados no pós-operatório, também devem ser levados por toda a vida. A cirurgia bariátrica deve ser acompanhada pela mudança de velhos hábitos antes que o paciente entre na sala de cirurgia. Para aumentar sua efetividade, o cuidado é multidisciplinar. Em caso de doenças psicológicas ou psiquiátricas diagnosticadas, os quadros devem ser previamente controlados. A depressão, ansiedade e oscilação de humor, quando não tratados, podem comprometer a recuperação e o resultado final da cirurgia.

Todo esse processo deve ser acompanhado por médico e nutricionista para evitar a desnutrição e o desenvolvimento de novas doenças relacionadas à má absorção de nutrientes. Com o passar do tempo, abandonar o acompanhamento médico e nutricional por conta própria pode se tornar um erro gravíssimo. O tratamento é para a vida toda porque a mudança do organismo é para a vida toda. 


Resultado de imagem para A IMPORTÂNCIA DO PÓS-OPERATÓRIO NA CIRURGIA BARIÁTRICA:

O COMEÇO

A adesão a um plano alimentar adequado antes da cirurgia fornece ao organismo energia e nutrientes necessários para o pós-cirúrgico imediato e para o estágio seguinte, quando a pessoa começa a perder peso. Já a indicação de suplementos vitamínicos e minerais é parte do tratamento pós-cirúrgico. Essas formulações atuam em diversas reações metabólicas como apetite e fome, atividade cerebral, absorção de nutrientes, taxa metabólica, metabolismo de gorduras e açúcar, funcionamento da tireóide e adrenais e armazenamento de energia. O sucesso da cirurgia não se resume à perda de peso, mas à melhora da qualidade de vida do paciente. 

ATIVIDADE FÍSICA

A atividade física é recomendada após a cirurgia, de acordo com a orientação de seu cirurgião, geralmente já após a alta hospitalar e com aumento gradual da intensidade.

FÍSTULAS

Fístula é quando ocorre um “vazamento” do conteúdo do estômago ou intestinal para dentro da cavidade abdominal. De todas as complicações que existem relacionadas à cirurgia, esta é uma das mais importantes. As causas do aparecimento das fístulas são variadas: desde uma ingestão alimentar exagerada pelo paciente nos primeiros dias de pós-operatório, como uma deficiência do suprimento sanguíneo no estômago ou intestino operados, deficiência de nutrientes para realização de uma cicatrização adequada, até uma “rejeição” do organismo aos “grampos” utilizados na cirurgia, entre muitas outras.

Ter complicações faz parte do risco de qualquer cirurgia e em diversas vezes não é possivel impedi-las, cabendo ao cirurgião saber como resolver um problema caso este apareça. 

ATENÇÃO À ABSORÇÃO DE VITAMINAS E MINERAIS NO PÓS-OPERATÓRIO

Após a cirurgia bariátrica é preciso ficar atento ao balanço de nutrientes. A deficiência de cálcio pode levar à osteoporose. A carência de ferro e folatos pode causar anemia, cansaço e queda de cabelo. A ingestão inadequada de proteínas leva à deterioração muscular. A falta de tiamina (vitamina B1), afeta o coração, sistema digestivo e o sistema nervoso.

Cegueira noturna e risco de doença e morte por infecções graves são decorrentes da baixa concentração de vitamina A. Já a deficiência da vitamina B12 pode causar fadiga e formigamento nas mãos e, eventualmente, levar a distúrbios neurológicos e anemia. Sem vitamina D podem ocorrer distúrbios do fígado e rins e doenças ósseas. A falta de vitamina E pode causar problemas neurológicos, anemia e dificuldade na cicatrização de feridas. Problemas nas unhas e queda de cabelo podem ser causados pela falta de zinco.

Seu médico e nutricionista irão receitar os suplementos necessários então não deixe de tomá-los conforme a orientação.

TERAPIA MEDICAMENTOSA NO PÓS-OPERATÓRIO

Abrir uma cápsula ou triturar comprimidos são práticas comuns entre pacientes que passaram por cirurgia bariátrica e apresentam restrição temporária durante as primeiras semanas pós-cirurgia para ingestão de formas farmacêuticas sólidas. Além de nada práticas, essas soluções caseiras são imprecisas e podem comprometer a eficácia do tratamento. Por isso, o médico e o nutricionista optam por produtos em gel, líquidos, mastigáveis ou manipulado, escolhendo a forma farmacêutica mais adequada para o paciente.

Por fim,  você tem dúvidas sobre a obesidade, diabetes, cirurgia bariátrica, cirurgia metabólica e sobre o médico que realiza uma cirurgia? Aqui no site e no canal do YouTube Instituto Dr. Paulo Reis você encontra vídeos com respostas para dúvidas frequentes, orientações de pré e pós-operatório e muito mais.

Dr. Paulo Reis Esselin de Melo
CREMEGO – 9595
Especialista em Cirurgia Bariátrica .

Posts Relacionados

Até quando você vai aceitar a obesidade na sua vida ?

Marcar Consulta