The Prime Tamandaré Rua 5, n.691, Sala 202,Setor Oeste, Goiânia/GO CEP: 74333-230

8:00 am - 18:00 pm
Seg a Sex




Preencha todos os campos para calcular

kg
m
Veja a interpretação do IMC
IMCClassificaçãoObesidade (grau)
Menor que 18,5Magreza0
Entre 18,5 e 24,9Normal0
Entre 25,0 e 29,9SobrepesoI
Entre 30,0 e 39,9ObesidadeII
Maior que 40,0Obesidade GraveIII
Seu IMC:

Nutricionista

240_F_63052400_kzWDJh986pJfYkk7atgek3ddDrrdH29r

Nutricionista

INTERVENÇÃO NUTRICIONAL NO PRÉ – PÓS OPERATÓRIO DE CIRURGIA BARIÁTRICA E METABÓLICA

A obesidade é uma doença crônica multifatorial, e se define como acúmulo excessivo de energia, sob a forma
de triglicerídios, no tecido adiposo no organismo de um indivíduo, derivado de um desequilíbrio entre a energia
ingerida e a energia gasta.
A etiologia da obesidade é o resultado de complexas interações entre fatores genéticos, alterações neuroendócrinas, psicológicos, socioeconômicos, culturais e ambientais. Apesar de ser caracterizada como um estado de
“supernutrição”, tem sido reconhecida como um fator de risco para deficiência de diversos nutrientes. Além disso,
está associada a um aumento de risco de hipertensão, diabetes, hiperlipidemia, apnéia do sono, doença arterial
coronária e doença vascular.
Vale ressaltar que a obesidade é uma epidemia em ascensão, sendo considerada um dos mais graves
problemas de saúde pública na sociedade moderna. A cirurgia bariátrica e metabólica tem-se mostrado um eficiente
tratamento aos pacientes com obesidade e distúrbios metabólicos, que são resistentes a outros recursos terapêuticos.
É um procedimento invasivo que modifica o trato gastrointestinal, reduz a ingestão, absorção de alimentos e altera os
mecanismos hormonais e fisiológicos como os da fome e saciedade.
A indicação cirúrgica baseia - se em análise abrangente de múltiplos aspectos clínicos do paciente, entre eles,
as comorbidades associadas, sendo que a intervenção cirúrgica justifica-se somente quando o risco de permanecer
obeso exceder os riscos, a curto e longo prazo, da cirurgia bariátrica e metabólica. Os critérios para a seleção do
paciente incluem: índice de massa corporal (IMC) igual ou superior a 40kg/m² ou acima de 35kg/m² associado a
patologias, principalmente o diabetes Tipo II descompensado.
O paciente candidato à cirurgia bariátrica e metabólica, precisa manter um acompanhamento nutricional
rigoroso, com o intuito de promover perda de gordura subcutânea, preservação de massa muscular e evitar
deficiências potenciais de macronutrientes e de micronutrientes
A Orientação Nutricional inicia no pré-operatório através de um conjunto de condutas e cuidados a fim de
otimizar a segurança e os resultados da cirurgia bariátrica e Metabólica. No pós-operatório as orientações seguem
com intuito de realizar a transição gradual de consistências da dieta.

INTERVENÇÃO NUTRICIONAL NO PRÉ-OPERATÓRIO

O aconselhamento Nutricional no pré-operatório está inteiramente relacionado ao aumento do potencial de
sucesso no pós-operatório. Inicia-se o ajuste na alimentação, preparando-o para os novos hábitos alimentares do pósoperatório, muitas vezes é necessário uma redução de 5 à 10% do peso atual, para diminuir a gordura intra-hepática
e visceral e alguns sinais e sintomas de algumas doenças associadas à obesidade como hipertensão arterial sistêmica,
Diabetes Mellitus e outros, para reduzir complicações cirúrgicas. Enfatiza a importância das mudanças no
comportamento alimentar e a atividades físicas para perda de peso bem-sucedida e prevenir complicações em longo
prazo.

Consulta Pré-Operatória:

* Realizar avaliação nutricional de forma detalhada através de uma anamnese completa: clínica e alimentar, incluindo
aspectos nutricionais comportamentais, qualitativos e quantitativos (Recordatório Alimentar de 24 horas e frequência
alimentar das refeições);
* Avaliar a antropometria com aferição da circunferência da cintura, altura e peso corporal, avaliação da composição
corporal e avaliação bioquímica (exames laboratorias);
* Identificar e tratar possíveis deficiências nutricionais e hábitos, que possam interferir no tratamento cirúrgico
proposto;
* Realizar diagnóstico nutricional e, de acordo com os resultados, emitir parecer nutricional;
* Implementar programa específico de mudança de comportamento (mastigação, seleção de alimentos, horários de
refeição etc.) e iniciar plano terapêutico, com dieta hipocalórica, baixa carga glicêmica, se necessário acrescido de
suplementação, para promover um perda de peso adequada;
* Orientar a dieta para o período pós-operatório imediato, englobando as informações relativas à seleção dos
ingredientes, tipo de preparo e cozimento, receitas, como atingir a consistência ideal para cada fase, e a importância
da diversidade dos alimentos;
* Suplementação nutricional com imunomoduladores deve ser iniciada (07 dias antes do procedimento cirúrgico) para
prevenir e/ou corrigir os desequilíbrios nutricionais, estimular as defesas do organismo, evitar as infecções e melhorar
a cicatrização.

Outros

240_F_82037542_DiBFNePBpGazvwCANvmigpuODvkMBxjE

Fisioterapeuta

Fisioterapeuta

240_F_30443257_yExhVqO9sjs9XqTwYLqWsODbvo6QerDT

Psicólogo

Até quando você vai aceitar a obesidade na sua vida ?

Marcar Consulta